Um rim para uma filha


Não, amigo. Desta vez não é nem um conto nem uma crônica.

É um pedido...

A amiga Sueli Gallacci, escritora e artista plástica aqui de SP, está precisando do seu rim. Só um deles. Mas ela não vai pedir...


"Cesar, não vou pedir isso a ninguém... Nós nos sentimos numa situação delicada, porque esse é um ato totalmente voluntário... Nos resta a esperança de que as pessoas se ofereçam para fazer os exames de compatibilidade..."


Bom, se ela não vai pedir, peço eu, que sou mais cara de pau.

Sim, quero o seu rim.

Aquele que você tem a mais aí. Não, isso não vai te matar. Tenho dois amigos que vivem com um só rim desde criança, e pelo jeito vão morrer de velhos.

E o seu rim não irá para a Sueli, mas para a Nica, sua filha de 24 anos, que desde os 19 espera na fila do transplante. Apesar da já longa espera, a Nica não deixou de estudar e de se formar, independentemente da vida limitada e dura que leva, das 35 longas internações e das 8 cirurgias pelas quais passou.

De repente, as complicações começaram a surgir e ela precisou novamente ser internada, às pressas...

E foi aí, na ocasião dessa recente internação, que a Sueli descobriu que o status da Nica na fila do Ministério da Saúde continha... um erro! Acredite, um erro. Mas como se erra numa coisa séria dessas? Pois é. Se erra. Trata-se de um pequeno erro burocrático, cometido pela nefrologista do HC aqui de SP.

Ah, tudo bem, você pode estar aí pensando, um errinho desses se conserta... Não, não, meu amigo. Preciso te lembrar? Estamos no Brasil, o país da burocracia, da injustiça e da impunidade.

E pode brigar e espernear, e ir aos tribunais, e pôr na rádio e sair com uma placa no pescoço, e o escambau... como estão fazendo a Sueli e seu marido. Nada resolve. A Justiça brasileira é como a justiça do livro O Processo, do Kafka...

E quem vai ser penalizado agora? Ninguém, claro. Como você pode imaginar.

Ou melhor, vai sim. A Nica vai. Como aliás já foi, pois foi devolvida para o início da fila do transplante, depois de 5 longos anos esperando sua vez... E agora a sua situação é crítica.

Penso que, em um país desgraçado como este nosso, só nos resta termos misericórdia uns dos outros.

Há um único pré-requisito. O doador tem de ter sangue tipo O.

No blogue da Sueli vocês poderão ver uma foto da família reunida e uma da Nica, no dia da sua formatura.
* * * *

Quem quiser saber mais sobre doação de rim em vida, me escreva, estou com todas as informações: cancruz@terra.com.br.

Porei em contato com a Sueli aqueles que quiserem ir mais além e fazer os testes de compatibilidade.

Quem achar que deve, clique abaixo em link para esta postagem, e envie aos amigos.



Cesar Cruz
Fev. 2011





6 comentários:

Ministério disse...

Olá, blogueiro (a),

Salvar vidas por meio da palavra. Isso é possível.

Participe da Campanha Nacional de Doação de Órgãos. Divulgue a importância do ato de doar. Para ser doador de órgãos, basta conversar com sua família e deixar clara a sua vontade. Não é preciso deixar nada por escrito, em nenhum documento.

Acesse www.doevida.com.br

e saiba mais.

Para obter material de divulgação, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br

Atenciosamente,

Ministério da Saúde
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/minsaude

Fernanda Maria Rocha Mesquita disse...

Viver e Sentir nandafernandarocmsncom.blogspot.com/

este e' o endereco do blog onde divulguei. obrigado por me deixar participar...
Fernanda

Edson Duarte disse...

Cesar,
estou envergonhado em não poder fazer mais do que divulgar o seu post! Estão em todos os meus blogs!
Estou torcendo por toda a afamília e pelo seu coração também (Que tenho certeza é muito nobre).
Queri poder fazer muito mais, de verdade!

Um forte abraço!

Silenciosamente ouvindo... disse...

Amigo é a primeira vez que chego a um blogue
e vejo um pedido desses. Será que houve alguma
resposta positiva?
Eu não poderia, primeiro estou em Portugal,
segundo pela minha idade e porque sou diabética.
Espero que tenham conseguido um doador.
Um abraço
Irene

Cacá - José Cláudio disse...

Oi, César. Apesar de não ter o perfil , eu estou solidário com a Sueli. Tenho divulgado aqui em BH, entre conhecidos , amigos e familiares para ver se a gente consegue pelo menos algum voluntário. Na semana passada tive um irmão que retirou um dos rins, mas o dele foi por câncer, não serviria para nada. Este seu gesto é digno de todos ou louvores. Meu abraço. Paz e bem.

Tais Luso disse...

Oi Cesar; estamos nós e muitos blogueiros unidos em campanha para levar à Sueli nossa solidariedade e ver o que pode ser feito. Vários blogs estão falando, postando em suas colunas o link dirigido ao blog dela. Alguma coisa acredito que vá surtir efeito, uma vez que através da Internet se derrubam e se elegem governos, esperamos, também, que a saúde vença, de um modo ou de outro.

Continuemos juntos com ela.
Beijos.