Os Fiscais do Jeremias


Publicado no Jornal do Cambuci - Fev. 2012

Rompi o tendão de Aquiles, aquele do calcanhar. Com o diagnóstico de cirurgia dado já no pronto-socorro, e sabendo que durante dois meses viveria a um passo da imprestabilidade total, comecei na mesma hora a maldizer a sorte.

Antes mesmo do meu primeiro grito de ‘que merda!’, já brotavam do chão como capim dezenas de pessoas a me alertar: “Não se queixe, podia ter sido pior!”

Peralá! Que história é essa de “podia ter sido pior”?

Fui pesquisar quando foi que esse negócio de “podia ter sido pior” começou, e vejam o que eu descobri:

Em uma terra muito distante, muito séculos atrás, havia um homem chamado Jeremias que era tido como um grande queixante. Reclamava de tudo, o Jeremias. De tanto reclamar e ninguém dar bola, ele passou a escrever suas queixas e lamentos em pergaminhos, que, passados muitos anos de sua morte, foram encontrados abandonados por uns editores que os transformaram em livro e o batizaram de As Lamentações do Jeremias.

Séculos depois, o livro, que atraía pelo título sensacionalista, teve seus direitos vendidos a uma obscura editora, a Cia da Índias (que depois viria a se tornar a Cia das Letras, que todos conhecemos hoje), que saiu das sombras e fez sucesso mundial ao editar um livro chamado Bíblia, em 6.037 antes de Cristo, ainda em sistema mimeógrafo.

Quanta coisa a gente pode descobrir com uma boa pesquisa!

Mas prossigamos...

De uma hora para a outra, aquele que foi o maior queixante de todos os tempos se emendou e transformou-se num incorrigível otimista, do tipo mais chato que existe, aquele que quer que todo mundo seja otimista como ele. E foi nessa segunda fase de sua vida que Jeremias criou o bordão ‘Podia ter sido pior!’.



Como o Jeremias era amigo do Aquiles, aquele que como eu foi vitimado por uma flecha perdida no tendão (assalto a joalheria no centro de Tróia), cheio do seu novo otimismo, resolveu consolar o amigo Aquiles, e escreveu o seguinte email a ele:



“Lembra da tua aflição e do teu andar errante, do absinto e do fel

Tua alma ainda os conserva, e está abatida dentro de ti

Então, traze à memória aquilo que pode te dar esperança



Percebeu o detalhe do finalzinho?

Que motivo pode haver para mais esperança do que procurar se lembrar de desgraças maiores que a sua?

Assim, o Aquiles, que já estava de licença no trabalho, com perícia médica marcada no INSS, cansado de se arrastar pela casa de muletas com a perna engessada, tomar banho pela metade e com o corte da cirurgia doendo, passou a pensar que ele sim era feliz! Afinal, uma mulher na rua de cima fora apedrejada uma semana antes, um vizinho jogado do penhasco, outro cortado ao fio da espada, isso sem falar na enxurrada de desgraçados muito mais desafortunados do que ele que havia por ali...

Depois disso, todos nós, os atingidos pela má sorte, somos agora obrigados a aguentar os Fiscais do Jeremias a nos dizer “Podia ter sido pior!”.

Que ótimo.



Cesar Cruz
Fev. 2012





10 comentários:

Anônimo disse...

E como trazer esperança quando se está todo ferrado? Olhando as desgraças maiores do que a sua, é claro!

Errado.

Tenha fé em Deus, só isso.

Não sei das suas crenças, mas sei que adoro ler suas crônicas, textos, mas ultimamente você anda muito de mal com a vida.

Desculpe a sinceridade Cesar, mas você anda muito chato! rs

Fernanda Maria Rocha Mesquita disse...

E claro que existe sempre alguem pior do que nos. Seria muito bom que nao, mas isso nao signifiva que aceitamos tudo de animo leve ou entao seria o mesmo que nos conformarmos. E o conformismo pode nos levar ao comodismo e a deixar de lutar e talvez ate' mesmo aqueles que estao pior do que nos seriam prejudicados. O nosso inconformismo, significa que ainda acreditamos que existe esperanca na oportunidade de fazermos algo na vida. Eu estou ha um mes doente, ja estou a melhorar, e nunca me conformei por ter que estar em casa sem fazer nada. Conformar- me com isso, seria mais um disposto a fazer parte da lista daqueles que precisam de ajuda... e sou eu, que ainda quero fazer alguma coisa por alguem. Lute contra o conformismo, sim. Desabafe e lute mesmo que seja obrigado a ficar quieto e sentira' que esta' vivo.
As melhoras...Tenha paciencia... melhores dias virao (ahaha brinco...)

Anônimo disse...

bom, se alguém estiver com problema de memória ou falta de fiscal por perto sugerimos como desgraça maior, ou máxima algumas coisas: datena, bbb, JN, mulheres ricas (nossa! nem eu sabia que eu sabia de tanta coisa... isso é lavagem cerebral, né não?) aí temos certeza que tendão rompido e outras coisas será apenas uma coceguinhas...
ixi, o pior é que Vc fica em casa correndo todos esses riscos, tá numa furada mesmo, paciência irmão, paciência...

abraços
xara - ipiranga - sp-sp

Anônimo disse...

Muito bom Cesinha!

É isso aí! Bom humor sempre!

Os "Fiscais do Jeremias" fazem exatamente isso: ficam bravissimos e te chamam de chato se vc lamentar de qualquer coisa, ainda que lamente com um texto muito bem escrito e com extremo bom-humor!

A esperança vem com mais força quando, todo ferrado, vc se lembra dos amigos ao seu lado, da família que te ama, da princesinha que te sorri e que tudo isso vai passar. Não precisa pensar na desgraça dos outros nem no que poderia ter sido.

Tamo junto! Pode contar comigo. Se quiser reclamar me avisa que vou aí te ouvir. Daí, quando esta nuvem horrorosa passar a gente vai estar junto pra comemorar!

Curte aí a tua dor em paz, lamenta tudo o que tem pra lamentar e depois que puser tudo pra fora, vai sobrar um tempinho pra vc levar as meninas lá em casa pra gente assar uma carninha, tomar um banho de piscina e celebrar o que a vida tem de bom.

Um abração

George Saguia

Henrique Lanes disse...

Caro César

Seu artigo está divertidíssimo e verdadeiro. Já passei muito por isso, especialmente quando tive pedra nos rins. Sempre tinha um pra dizer que podia ser pior ou que um conhecido tinha perdido o filho e por aí a coisa ia.

Isso tudo é tão verdade que logo no primeiro comentário o comentarista que não deixou o nome já não te deixa reclamar, você percebeu esse detalhe? Ele já logo diz 'tenha fé em Deus!'. Deve se fiscal do Jeremias e nem sabe!

Abraço e boa recuperação,
HL

Anônimo disse...

Muuuuito bom, gostei!

Concordo com o G, pode reclamar com ele (rsrsrs) e qdepois que passar a tempestade vem pra piscina. Claro, trazendomas meninas.

Muitos beijos,

Lena

Denise disse...

Adorei só vc mesmo pra pesquisar e achar o Jeremias e colocá-lo como personagem num do seus Causos. E eu já ouvi sim que poderia ter sido pior, fala sério...
bjos

Anônimo disse...

Amigo Henrique Lanes

O espaço é aberto para quem quiser opinar.

A minha sugestão é ter fé em Deus sim, por que não?

A sua sugestão é me criticar sem ao menos me conhecer! Ok eu respeito.

Ah sim, eu não assinei! Mas esse também é um direito que eu tenho ok?

Um abraço!

Tais Luso disse...

rsrs, gostei! É verdade, hoje tá difícil de reclamar. Temos de calar nossas dores, nossas frustrações, nossos desencantos. Do jeito que vai até iremos agradecer pelas nossas desgraças! Tenho horror a esta gente que sempre tem uma 'palavrita' de consolo, mas desconsolando. Dizendo que a fulana tá mais desgraçada. Eta, gente... Hoje aprendi algo bem interessante por aqui.

Cesar: você tá na pior!!! rsrsrsrsrs. Mas que fique bom logo.
Beijos, adorei.
Tais Luso

Pedro Luso disse...

Cesar,

Acabei de ler sua crônica "Os Fiscais do Jeremias", que achei muito boa.

Por certo, o leitor que se deparar com "Os Fiscais do Jeremias", mesmo que não tenha antes ouvido falar de Cesar Cruz, certamente dirá que se trata de um cronista genuíno.

Um abraço,
Pedro.