Guerra de Nervos - e tendões

Abstrato - Wesley Duke Lee

Publicado no Jornal do Cambuci
Maio 2012
-----------------
Imagine o leitor que meu amigo George, vulgo G, morreu de inveja do acidente que sofri em janeiro, e enquanto eu estava pra lá e prá cá de muletas, todo ferrado, ele andava pelos cantos se roendo e falando mal do sucesso da minha desgraça.

Nesta semana, quando ele soube que eu possivelmente terei que reoperar, pois a cirurgia não surtiu o efeito esperado, ele não se aguentou e tratou de meter o próprio pé numa vala.

É claro que ele não teve o mesmo êxito que eu no desastre. Sim, porque desastre bom mesmo é aquele que acontece por acaso. O que ele conseguiu foi romper um tendãozinho bobo do tornozelo e fraturar um ossinho de segunda divisão na escalação dos ossos do pé. Para completar a vergonha, ainda teve o desplante de ir ao meu médico, doutor Leonardo.

Hoje cedo me ligou, pra se exibir.

– Fica tranquilo, G, seu caso é simplesinho – eu disse, após ouvir toda a ladainha que ele recitou orgulhoso.

Simplesinho nada, vou ter que operar, fique sabendo!

Tratei logo de desvalorizar o infortúnio:

– Duvido, esse tendão que você rompeu é secundário...

– Secundário? Como, secundário?!

Sim, porque tendão importante foi o que eu rompi!. Tendão Calcâneo, meu velho, CAL-CÂ-NE-O, com letras maiúsculas! Tem até história na Bíblia e nome na mitologia grega: Tendão de Aquiles!

– Ah, isso todo mundo rompe! Lesão mais desgastada, essa... Saiba você que eu tive uma artopatia degenerativa da metatarsofalângica do hálux!

Por essa eu não esperava. Confesso que fraquejei por um instante. E ele se aproveitou do vacilo e veio pra cima.

– E tem mais! Foi bem na cabeça do metatarso sesamóides, e está caracterizada por osteofitose marginal.

 ... Quê? ...não... eu...

 MAR-GI-NAL, ouviu bem? Isso sem falar do afilamento dos revestimentos condrais! E no foco de edema medular subcondral com sinais de espessamento sinovial!

Derrubei a linha, zonzo. Meu Deus, o que tinha sido aquilo? Uma brutal sequencia de lesões diretas que eu nem vi de onde vieram! Tomei fôlego e mergulhei na leitura frenética das minhas ressonâncias, atrás de contragolpes.

Tocou o telefone de novo. Atendi.

Ficou com medo?

Eu tinha mesmo ficado, mas me lembrei que a melhor defesa é o ataque, e mandei uma sequencia de jabs de surpresa.

– G, por acaso você tem edema circunferencial do subcutâneo? Derrame articular tibiotalar? Edema de gordura de Kager?

Agora foi ele quem bambeou.

– Gordura de, de... K-Kager?

Hora certa de continuar batendo!

Processo inflamatório peritendíneo? Área de hipersinal, de cerca de 4 cm, sugerindo rotura completa?

Ah, mas você não tem uma artopatia degenerativa da metatarsofalângica do hálux! – ele repetiu o golpe, desta vez cruzado, numa surpreendente recuperação.

– Ao inferno com o seu Hálux! – gritei – Pelo menos eu sofri uma administração endovenosa de contraste paramagnético gadolínio, e desenvolvi um grave espessamento do talonavicular dorsal!

– Isso não é nada! – ele revidou na mesma hora, parecendo não se abalar – Meu tendão tibial posterior está sugerindo tendinopatia cusiforme, além de lesão parcial pregressa!

O desgraçado me pegou de surpresa. Bem na hora em que eu preparava o contragolpe ele enfiou, pelo meio da minha guarda, aquela bem encaixada "tendinopatia cusiforme", que entrou de baixo pra cima, acertando a ponta do meu queixo.

Senti o mundo rodar e os joelhos fraquejarem.

Enquanto tudo escurecia e eu ia à lona, ainda o ouvi disparar, aos berros, uma série fulminante:

– ...Tome um derrame tibiotalar e subtalar! Segura esse entesófito degenerativo adjacente à fascia plantar, além deste...


Cesar Cruz
Abril 2012





7 comentários:

George Saguia disse...

Ha! Ha! Ha! Ha! Ha!

Ficou muito boa!

E o Dr. Leonardo me disse que não vou precisar operar!

Ler estes resultados de exames dá calafrios nos hipocondríacos. Tem termos que só de ler dói.

Agora vamos brigar pelas muletas! Te devolvo uma. A outra vc vai ter que mandar o BOPE pois eu não libero o refém!

Vou no Leonardo na sexta às 8:30 lá em Santo André. Quer ir junto? hahahaha

Um abração

G

Marcelo Lopes disse...

Fala Cesinha,

Muito bom...e vou dizer, esses palavrões que o G disse são tudo de mentira, não chegam nem perto do seu CALCANHAR...rsrsrs

Grande abraço e vê se aparece, rapaz!

Anônimo disse...

Se é uma coisa que devemos evitar é de sentir "inveja do sucesso da desgraça alheia", agora, depois de tudo isso citado aqui recomedaríamos transplante de perna total para os dois, porque a lesão causada após tudo isso na língua é caso perdido, se bem que, "poderia ter sido pior" né? Será?

muito legal - vlw
xara - ipiranga - sp-sp
abraços.

Fabio Baptista disse...

Muito engraçado esse embate de hipocondríacos!

Pior que já presenciei situações similares! hahaahuauhauh


Abraço.

CESAR CRUZ disse...

G., vou hoje à tarde lá no Dr.

Vamos ver se ele vai ter mesmo que meter o bisturi no meu entosófilo metatársico adjacente do tendão calcâneo.

SÓ POR AQUILES!

abços
Cesar

Suzy Rhoden disse...

Hahahhahaha
Estou aqui rindo sem parar do seu causo, Cesar Cruz!!!

Amigo invejoso esse G, hein! Mas não se preocupe, que ele não teve o seu glamour enfiando o pé numa vala... Afinal, quem se importa com uma artopatia degenerativa da metatarsofalângica do hálux?! rsrsrsrs Coisinha simplesinha... rsrsrsrsrs Beeeem pior é ter um bisturi no entosófilo metatársico adjacente do tendão calcâneo, que é seu caso.

E boa sorte no Dr., que ele lhe acrescente conhecimentos suficientes para nocautear o G desta vez - estou aqui na torcida! rsrsrsrs

Abraço.

Henrique Lanes disse...

Porra, ri bastante!

abs
Henrique