As Voltas que a Vida Dá

.
Amigo, desta vez lerás o meu causo em outro blogue. Acesse o blogue VEREDAS, de Pedro Luso, e leia As Voltas que a Vida Dá. Inédito!


----------------------------------

As Voltas que a Vida Dá é um conto que só leu quem comprou o livro O Homem Suprimido. Por sinal é o conto que abre a coletânea. Eu pretendia mantê-lo inédito, mas mudei de ideia quando o amigo Pedro Luso, advogado e escritor porto alegrense, me pediu para escolher um dos dezesseis contos do meu livro para que ele, gentilmente, publicasse em seu blogue.

Me senti honrado, já que nos três blogues de Pedro Luso passeiam figuras ilustres como Edgar Alan Poe, Balzac, Milan Kundera, Bernard Shaw, Moacyr Scliar, Graciliano Ramos e dezenas de outras personalidades do mais alto quilate. Gente que eu carregaria a pasta e engraxaria os sapatos, se a oportunidade se apresentasse.

Então é isso, amigo! Basta acessar e ler.

Além de o VEREDAS, Pedro Luso mantém mais dois interessantíssimos blogues, que eu recomendo que você acesse para conhecer:

Blogue PANORAMA


Blogue QUADRANTES


Todos os blogues do Pedro têm como pilar a literatura. São resenhas críticas de obras, biografias de escritores e de personalidades que fizeram e fazem a história da literatura de hoje e de ontem, do Brasil e de inúmeras partes do mundo.

Vale a pena conhecer!


Abraços

Cesar Cruz
.
.
.
.
.
.
.
.

4 comentários:

Cacá disse...

As voltas que a vida dá, se pudéssemos fazer um gráfico, no caso do conto referido, seria uma espécie de "S" em pé, tais sã os altos e baixos do casal personagem. Eu tive o privilégio de ler esta maravilha de livro O HOMEM SUPRIMIDO. O lugar dele é mesmo entre os grandes da literatura. Meu abraço, Cruz! Paz e bem.

Luciana Bourroul disse...

Adorei! Espertinha...rs

beijo
Luciana Mello Bourroul

Pedro Luso disse...

Cesar,

Agora sou eu quem agradece: obrigado pela distinção.

E como estamos rasgando sedas, dá uma olhada nos comentários de "As Voltas que o Mundo dá", no meu blog. Fiz agradecimentos a dois blogueiros e um merecido elogio ao amigo.

Grande abraço.
Pedro.

LHÚ WEISS disse...

Olá! então me achaste! Quanta honra! Gostaria muito de poder ter seu autógrafo, mas hora lá, hora cá, Brasil e Canadá. fica difícil, mas um dia, estarei com seu livro em mãos em uma de suas noites de autógrafos. Pode ter certeza. Até lá vou passando por aqui e no blog do amigo Pedro. E levando seu livro comigo juntamente com tantos outros bons livros e escritores.
Abraços
Lhú Weiss