Hoje enterrei um amigo


Homenagem ao amigo André Whitaker Salles, meu amigo de infância e meu parceiro de debates sobre textos e escritos. Quem diria que eu escreveria uma crônica sobre sua partida...




Cesar Cruz
Jun 2014





Um comentário:

Tais Luso disse...

"... somos um rebanho de condenados e que, bonitos ou feios, ricos ou pobres, pretos ou brancos, é bom que nos mantenhamos humildes de coração no cumprimento de nossa sentença, porque mais tempo, menos tempo, nos encontraremos com o nosso estranho destino sobre a terra, aquele fato sem explicação que iguala tudo o que é vivo num só rebanho de condenados, porque tudo que é vivo, morre."
Cesar, encontrei um texto lindo! Uma verdade que poucos dos vivos se lembram... Não pensam no amanhã que nos lembra do pouco, do nada que somos.
Beijos.