Cartas à Michele


Cartas à Michele são rascunhos de coisas que eu escrevi para minha filha ler, um dia. Não foram revistos, nem tive neles grandes cuidados com forma, gramática e outras coisas que normalmente me preocupam. Simplesmente sai escrevendo, livremente, com o intuito de registrar as sensações e as emoções dos dias que antecederam e precederam a chegada da Mi à nossa casa.

Eu não pretendia publicar tais textos aqui, pois são registros íntimos e não têm pretensão alguma além desta. Só que alguns amigos souberam que os escrevi e me convenceram a compartilhá-los aqui no blog.

Já que é assim, vamos a eles!

. - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

“Cuidado com aquilo que deseja, pois certamente lhe será concedido”
Merlin - As Brumas de Avalon

Oi Michele!
30 de out 2008 – quinta, 19h30

Sou eu, filha, o papai! Veja você como é engraçada, louca e surpreendente essa vida: agora estou aqui no sofá da sala, o computador no meu colo, e estou escrevendo como sempre faço, mas dessa vez, filha, estou escrevendo para você. Isso não é estranho? De repente eu tenho uma filha! E você, de repente, tem um pai!

É, algumas coisas só o tempo ensina pra gente mesmo. O passar dos anos é como a estrada percorrida, como água que corre por debaixo da ponte sempre trazendo coisas novas. Veja só: soubemos agora à tarde que você, finalmente, é nossa! O juiz de Belém nos concedeu a guarda provisória e mandou o recado pela nossa advogada: "diga que venham buscar a menina!". Crê nisso, filha!?

Ah, Michele, Michele... Você não sabe que dias nós temos vivido nos últimos meses! Não imagina a luta de um casal que se apaixonou por uma menina que só viram por uma foto, e que só souberam parte da sua história. Ah, Michele... e eu que nessa altura do compeonato achava que já sabia de tudo, que já tinha experiência suficiente para compreender todas as emoções da vida... Ledo engano... A vida ensina, filha, a vida ensina sempre...

Sei que você só conseguirá ler isso aqui dentro de uns 7 ou 8 anos, e talvez só se interesse de fato, daqui a uns 15. Mas de qualquer forma, escrever é uma forma de materializar o que sinto, de me livrar, depositando tudo no papel. E esse livrar, não é no sentido de “se ver livre de algo”, mas no sentido de tirar um peso psicológico, aliviar uma ansiedade, guardar algo que você teme que possa se esvair da sua mente frágil em um instante, e assim mantê-lo protegido ali, naquele banco, no arquivo seguro que é a folha de papel, para o escritor.

Sabe, é muito estranho escrever algo para a minha filhinha que eu ainda nem conheço. Estranho e emocionante. Estou aqui pensando: como vou fazer agora para agüentar a ansiedade que chegou com tudo, avassaladora? Estou sendo consumido, Michele! Agora não vou nem dormir até o dia de te ver, te pegar no colo. E quando será isso? Daqui a 5, 7, 10 dias... Talvez mais...
São tantas as coisas burocráticas que teremos que providenciar antes de poder viajar e chegar aí, junto a você, estender os braços e te suspender no colo...


Inocência
02 de nov 2008 – domingo, 16h15


Olá Michele! Sou eu, papai. Você ainda nem imagina o que vai lhe acontecer, filha... Mas também não é lá muito diferente de nós, os adultos. Também não sabemos nada do que vai nos acontecer... Acho que neste particular, somos como você, inocentes, quase incautos. E te digo, como primeira lição: a vida é assim mesmo, surpreendente! Às vezes pro bem, às vezes pro mal; às vezes pra alegria, às vezes pra tristeza, mas sempre cheia de surpresas.
Mas o meu pensamento está em você, Michele. Só sei disso! Não consigo pensar em outra coisa. E de você só tenho a imagem de uma foto. Disseram que você estava com 8 meses ali. Olhos negros, penetrantes, indagadores, desconfiados. Uma coisa linda!

Fico aqui pensando: o que você estará fazendo agora? Queria ser uma mosca pra ver. Arriscando passinhos com essas perninhas gordas que a foto revela? De chupeta? Sem chupeta? Talvez dormindo junto com as outras crianças? Bem, creio que seja essa a sua atividade neste momento... Pelo menos, de acordo com o que nos disseram lá no abrigo, vocês, os nenês, dormem à tarde. Ainda mais numa tarde de domingo quente como essa!

Imagino o calor aí nesse Belém do Pará! Mas filha, calma! Papai também detesta o calor. Logo vou aí te buscar, te trarei pra São Paulo (que é quente mas nem tanto) e compraremos um ar condicionado superpotente! Colocaremos na parede e ficaremos ali, eu e você, em frente a ele o dia todo durante o verão! Ah, sim, claro! Pegaremos gripes terríveis, mas isso não importa, pois seremos dois gripados felizes!

E eu aqui... Na sala de casa... A sala está uma bagunça só: malas prontas, brinquedos teus que você ainda nem sabe que tem, roupinhas que você já ganhou e que nem sabemos se vão te servir etc... Ah, você nem pode sonhar com a mobilização que está havendo por aqui! Nem imagina que já tem família e amigos doidos pra te pegar, beijar e fazer fom-fom nessas suas gorduras!
Sabe Michele, a ansiedade está grande... Eu e a Van estamos que não nos agüentamos...


Eu vou chegar até você de alguma maneira!
11 de nov 2008 – terça, 23h45


Filha, você dorme lá no berço, na segurança do nosso lar. Nós conseguimos! Nem acredito que deu tudo certo! Que sufoco! Que semana! Sofremos todos, de emoção, fisicamente...

E que viagem mais cansativa aquela de volta pra São Paulo, hein? Treze horas entre aeroportos, vôos, conexões, atrasos, problemas. Você com diarréia e chorando, chorando, naquela maratona sem fim...

Agora há pouco estiveram aqui em casa pra te visitar os tios George e Lena. Nos presentearam com o CD dos Beatles que tem a música "Michelle" (é assim mesmo, filha, a Michelle lá dos rapazes de Liverpool, tinha dois eles).
Olha, a música é tão bonita e diz tanto pra nós, que eu não vou nem me alongar nesse blá-blá-blá aqui. A letra fala por si só! Veja se não parece que fui eu que a compus pra você! Veja se não é incrível a parte que diz "Eu vou chegar até você de alguma maneira". Cheguei mesmo, né, filha? Eu e a mamãe!
Abaixo a original, a tradução logo em seguida:


Michelle - The Beatles

Michelle, ma belle.
These are words that go together well,
My Michelle.

Michelle, ma belle.
Sont les mots qui vont tres bien ensemble,
Tres bien ensemble.

I love you, I love you, I love you.
That's all I want to say.
Until I find a way
I will say the only words
I know that
You'll understand.

Michelle, ma belle.
Sont les mots qui vont tres bien ensemble,
Tres bien ensemble.

I need you, I need you, I need you.
I need to make you see,
Oh, what you mean to me.
Until I do I'm hoping you will
Know what I mean.
I love you.

I want you, I want you, I want you.
I think you know by now
I'll get to you somehow.
Until I do I'm telling you so
You'll understand.

Michelle, ma belle.
Sont les mots qui vont tres bien ensemble,
Tres bien ensemble.

I will say the only words I know that
You'll understand, my Michelle.

Tradução

Michelle, minha bela
Essas são palavras que combinam,
minha Michelle

Michelle, minha bela
São as palavras que ficam muito bem juntas, muito bem juntas
Eu amo você, eu amo você, eu amo você
Isso é tudo que eu quero dizer
Até eu encontrar um caminho eu direi as únicas palavras que eu sei que você entenderá

Michelle, minha bela
São as palavras que ficam muito bem juntas, muito bem juntas
Eu preciso, eu preciso, eu preciso
Eu preciso fazer você enxergar
O que você significa para mim
Até eu conseguir, espero que você entenderá o que eu quero dizer
Eu amo você

Eu quero você, eu quero você, eu quero você
Eu acho que você sabe disso agora
Eu vou chegar até você de alguma maneira
Até eu conseguir, eu estou dizendo a você para que saiba

Michelle, minha bela
São as palavras que ficam muito bem juntas, muito bem juntas
E eu direi as únicas palavras que eu sei que você entenderá,
minha Michelle


Cesar Cruz
Nov 2008





28 comentários:

Anônimo disse...

Amor,
Vc descreveu tudo o que sentimos, eu não escreveria melhor!!!
Graças a Deus hoje temos a Mi que nos faz cada dia mais felizes!!!!
Amo vc demais!!!
Vanessa

Anônimo disse...

Oi, César.
A Michele ganhou na MEGA SENA. Que sortuda essa criança.
Suas cartas me emocionaram e gostaria de ver publicada as demais.
Com elas, o único risco que você corre é de incendiar o coração de outros casais.
Beijos a grande família, Tânia

Anônimo disse...

Você me emocionou, meu amigo.
Obrigado.
Gabriel

Anônimo disse...

Sabe, às vezes, me pergunto qual o significado do amor... penso, penso... encontro algumas respostas, outras vezes fico em dúvida.
Hoje lendo este blog, vendo aquela montagem de fotos no Youtube, parece que eu consegui ler, ver, ouvir e sentir o que é amor.
Ela é linda, vocês são lindos. Esse passo de querer uma filha a tê-la, e mais, a amá-la, é algo indescritível e que eu admiro mais do que vocês possam imaginar.
Fico feliz que existam pessoas que estejam dispostas a amar. E é exatamente por isso que eu ainda acredito que o mundo, em seus defeitos, tem perfeições maravilhosas.

Com orgulho de vocês, assino esta mensagem: Mara Ruzza

Anônimo disse...

Cesar,

Tudo bem?

Pois é, nosso curso de Libras terminou e aqui está uma bela maneira de continuarmos a manter contato. Contato com vocês três por meio de seu Blog.

Michele chegou e, com ela, essas cartas tão bem guardadas. Belas cartas.

A distância, será uma maneira de acompanhar os olhares de vocês sobre ela.

Mais uma vez, parabéns.

Abraço,

Carlos

Anônimo disse...

OI CÉSAR....
COMO VC FOI SINCERO NOS SEUS COMENTÁRIOS!!!
O AMOR E O CARINHO QUE VC MOSTRAVA PELA MICHELE ANTES MESMO DE CONHECÊ-LA É INCRÍVEL!!!!!
FELICIDADES A NOVA FAMÍLIA!!!

BEIJOS
FERNANDA BARBOSA

Anônimo disse...

Só tenho a agradecer a voce, por compartilhar este momento de extrema felicidade com um mero comprador, parabéns mais uma vez, seu sentimento é lindo e puro, como o de uma criança.

Anônimo disse...

...doces lágrimas...
Que sensação boa de ter certeza que o AMOR EXISTE!!!
Eis a família Cruz.
Aninha Zappi

Anônimo disse...

Cesar,
Foi simplesmente lindo o que você descreveu, os momentos que passaram até conseguirem ter a Michele em mãos e pelo jeito deve ter sido uma emoção tremenda!!
É maravilhoso ver esse amor que sentem não só um pelo outro, como pela linda Michele também.
Parabéns por essa lindíssima família!!!
Denise

Anônimo disse...

Oi César, estamos aqui eu e o Clau com os olhos cheio de lágrimas( eu chorando mesmo..rs), quanta emoção meu Deus!!! A vinda da Michele é um grande presente de Deus pra vcs e pra nós também. Foi o melhor acontecimento do ano na nossa família, que Deus possa estar cada dia ao lado desta linda família que vcs formaram, que o amor que existe entre vc e Van seja um refêrencial na vida da Michele, e que ela cresça cercada por esse amor..
Beijos
Dri e Claudio

Anônimo disse...

KKKKKKKKK ! Que legal cara ! Gostei mesmo foi da parte do ar condicionado !
abçs Fernando

Anônimo disse...

Cesar,

Me emocionei com as Cartas à Michele. É isso mesmo, a vida passa como água sob a ponte...
Abaixo um poema da Cora Coralina, que eu conheci e fiz até foto junto! kkkkkkkkkk!
abs Alessandro

NÃO SEI - CORA CORALINA

Não sei... se a vida é curta...
Não sei...
Não sei se a vida é curta ou longa demais para nós.
Mas sei que nada do que vivemos tem sentido,
se não tocarmos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que sacia,
amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo:
é o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
não seja nem curta,
nem longa demais,
mas que seja intensa,
verdadeira e pura...
enquanto durar.

Anônimo disse...

CÉSAR, MEU NOME É FELIPE E MORO NA VILA MARIANA E SEMPRE LEIO SUAS ESTÓRIAS NO JORNAL DO CAMBUCI. GOSTEI MUITO DESSAS QUE VOCE ESCREVEU PRA SUA FILHA. SÃO MESMO MOMENTOS EMOCIONANTES! OBRIGADO!
FELIPE

Anônimo disse...

É impressionante o sorriso que vcs estão proporcionando para Michele...sorriso de amor, carinho, cuidado....
Que lindo tudo isso!!!! Fiquei super emocionada com toda a história de vcs!!!
beijos
Giu

Manuela Malachias disse...

Que lindo...
A música MICHELLE foi a grande surpresa! Perfeita!
Sejam felizes! Muito felizes!
Apesar da ansiedade para vê-la crescida e lendo essas cartas, espero que o tempo passe devagar para vocês curtirem a filhinha!

Anônimo disse...

Cesar,

Estive no seu blog, ou melhor, no blog da Michele, chorei, chorei de emoção, um pouco de uma boa inveja (sem dúvida passaria por isso de novo), a Carol já havia falado de vcs, sempre me emociono com todas as histórias de adoção, conheço e faço parte deste "tipo de gestação e parto".

Um carinhoso abraço em sua família.


Marcel

Anônimo disse...

Gostei muito das cartas César! Parabéns pela filhota!
Edna
Vila Monumento São Paulo

Anônimo disse...

Cruz,

Dizem que a felicidade não se nomina..., aprendi que se nomina sim, e o melhor, a gente que dá nome a ela. A sua felicidade, já chegou pronta... e isso não muda nada... felicidade é felicidade...seja feita em casa.... seja feita lá.....lá em Belém do Pará.

Num desejo nada que vcs não tenham aos montes..., mas ainda assim desejo.
Felicidades e muito amor!!!

Baxo e Gabi

Anônimo disse...

Querido césar
Que linda escrita, qto mais sincera, mais do fundo da alma, mais lindo fica o texto.
Percebe-se que vc foi sincero e verdadeiro.
Amo vcs amo essa familia linda que se forma!!!

Bjos

Anônimo disse...

sem palavras...
abç Luiz Alberto - Cambuci - SPaulo

Anônimo disse...

César, só poderá entender quem é pai, ou mãe, como eu. Gosto das coisas que voce escreve. Gostei muito dessas cartas.
bjos Dilsa

Anônimo disse...

César,
PARABÉNS PELA MICHELE!!! MUITO LINDA!!! ACHO ESPETACULAR A ADOÇÃO E A OPORTUNIDADE QUE VCS ESTÃO PROPORCIONANDO A UMA MENINA QUE, TALVEZ, NÃO FOSSE TER NENHUMA OPORTUNIDADE NA VIDA!!!

GRANDE ABRAÇO E FELICIDADES À VC E SUA "NOVA" FAMÍLIA,

ANDRE MORAIS

Anônimo disse...

Fortíssimo amigo. Parabéns, parabéns e parabéns... O que mais pode-se dizer?
abraços de alguem que você não conhece.
Hermes - Cocalinho/ MT

Jessica Carmo disse...

Olá Cesar
Nossa chorei...
Muito lindo mesmo, estou muito feliz por você e pela Vanessa. Que Deus abençoe vocês e dê a Michele muita saúde, para que ela possa crescer forte, brincando, correndo e dando bastante trabalho... rsrsrs
Já vivi uma situação parecida em minha famíliam e por isso consigo imaginar a luta de vocês, e também tenho certeza da benção que ela é...
Crianças são puras, mágicas, e é disso que nós, adultos, precisamos...
Parabéns!!!
Estou muito feliz e orgulhosa de vocês... um dia, se Deus permitir (com certeza ele permitiraá), eu farei o mesmo..

Abraços
Jessica (Unip interativa)

Anônimo disse...

Cesar

Parabens por este ato de amor.
Desejo que voces sejam muito felizes, com esta graca de menina.


abs
Rosario

Anônimo disse...

Olá Cesár !

Demorei para ler, este final de ano está muito corrido.
Estamos muitos felizes com a chegada da Michele que completou nossa família de forma muito especial.
Tá dificil escrever, a emoção tomou conta....!!!!
Parabéns, você tem um jeito muito especial de descrever os sentimentos, suave, discreto e que mexe com a gente....!!!!
Sou uma vovó muito sortuda e minha netinha também, pois ela chegou com amor transbordando por todos os lados..... obrigada pelo presente e pela existência de vocês.
Que Deus os abençõe e mantenha a paz a alegria e o amor nesta linda família.
Amo vocês.

Beijos

Vovó Márcia

Cybele Neves Moutinho disse...

Oiiiiiiiiiiii
Cesar,

a mamae me mandou as fotos da Michelle, fiquei tao feliz, achei ela linda, fofa, gostosa, è uma delicia ter crianca en casa, nè?
Desejo muitas felicidas para esta tua familia tao linda. Estou muito emocionada por voce, eu gostaria de um dia ter uma bencao assim na minha vida tambem. Agora ja sei do sei blog, esta muito legal, parabens, agora vou aparecer mais vezes por aqui.
Novamente, felicidades pela linda filha de vcs.
Um Grande abraco
Da tua prima

Paula Laranjeira disse...

Cesar,

Estou com lágrimas nos olhos. Motivo? felicidade, pois a Michele é a garota mais sortuda do mundo. Sorte pq nasceu num lar real, onde ela é amada da maneira mais radical possível. Seu texto é lindo e ela vai se orgulhar de ver em seus escritos como foi o nascimento dela. Quantas crianças gostaria de nascer assim...em um parto especial... nascendo de dentro do pai e da mãe e de tanta gente amiga. Ela vai gostar muito de ler tudo isso.

Abraços a sua esposa e um bjinho na Mi...

Até mais